• Apoia Contabilidade

4 erros comuns que fazem você cair na malha fina do imposto de renda

Cair na malha fina da Receita Federal significa que a sua #declaração ficará retida por causa de algum erro, como um valor incorreto, um rendimento omitido, informações cadastrais erradas ou até mesmo uma possível fraude em análise.


Por isso, é importante sempre estar atento às informações que são enviadas à Receita e também acompanhar a recepção e análise da sua declaração. Esses erros podem ser de vários tipos: desde errar na digitação de algum valor ou, mais grave, omitir rendimentos e informações importantes da Receita.


Apontamos neste artigo, 4 erros que podem te fazer cair na malha e até perder restituição.


Abaixo, você confere os mais comuns:


ERRO 01 - OMITIR RENDIMENTOS O motivo campeão para cair na malha fina é a omissão de rendimentos, ou seja, deixar de declarar qualquer tipo de renda que você tenha recebido no ano correspondente. Um dos erros mais comuns é deixar de declarar investimentos, bens e aplicações, sendo que a Receita consegue identificar essas omissões a partir de dados de corretoras, bancos e cartórios.

Além disso, muitos contribuintes omitem o recebimento de aluguéis e pensões do INSS, que são facilmente identificados pelo Fisco.

Por isso, é importante informar qualquer tipo de rendimento, mesmo que seja uma aplicação de renda fixa de baixo valor, por exemplo.


ERRO 02 - PREENCHER INFORMAÇÕES DE MANEIRA INCORRETA

Apesar de a declaração de IR não ser um bicho de sete cabeças, é normal ter algumas dúvidas na hora de preenchê-la, pois são muitas informações solicitadas e muitos campos parecidos com termos que não estamos acostumados.

Dessa forma, algumas pessoas acabam caindo na malha fina por inserir dados em campos incorretos ou até mesmo por digitar algum número errado.

Então, tenha atenção redobrada quando estiver fazendo sua declaração e cheque todas as informações antes de finalizá-la.


ERRO 03 - ATUALIZAR O VALOR DE AUTOMÓVEIS E MÓVEIS Muita gente não sabe, mas o valor de um bem adquirido (seja um veículo ou imóvel) não deve ser atualizado na declaração, mesmo que ele tenha se valorizado ou depreciado no mercado. Também é incorreto informar um valor menor que o que foi pago na compra. Para imóveis, apenas reformas e benfeitorias podem ser adicionadas aos custos do imóvel, valorizando-o. Para os veículos, o que vale é sempre o valor de aquisição.



ERRO 04 - NÃO INFORMAR LUCRO COM AÇÕES Quem investe na bolsa de valores não pode esquecer de informar as operações e retenções no anexo “Renda Variável”. O imposto devido pelos lucros na bolsa é apurado mensalmente. O IR só incide sobre os ganhos de capital acima de R $20 mil. Quem não informar o lucro com ações está sujeito a multa e juros.


A Receita Federal ainda não informou a data inicial para a entrega da declaração, mas você já pode começar a juntar as documentações necessárias e assim, evitar cair na malha fina ou esquecer alguma informação importante.


Aqui na Apoia nós já estamos no ritmo de Imposto de Renda 2022 e podemos te ajudar!


Quer saber como? Chama a gente no WhatsApp e vamos marcar uma consultoria gratuita.



Não deixe para a última hora.



Apoia, muito mais que uma simples contabilidade.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo